dúvidas

FAQ

Painel de Controle e e-mails


Para criar uma nova conta de e-mail é bem simples. Primeiro, você precisa acessar o painel de controle da sua hospedagem através do endereço que foi fornecido na ativação do seu plano de hospedagem.
Acessando o painel de controle:
    1. Acesse http://seudominio.com.br/cpanel
    2. Digite o usuário e senha
    3. Vá em Correio e clique em Contas de E-mail
Preencha os campos: E-mail, senha, e confirmação de senha e clique no botão Criar Conta
Observação: Utilize senhas fortes, utilizando por exemplo, misturas de números e letras ou ainda caracteres especiais ($%#). Lembre-se de que a segunraça também depende de você, jamais utilize senhas do tipo 123456 ou similares, pois o único será você.
Dica: Observe que nesta mesma área, você tem as opções de alterar senha e excluir contas de e-mail.


Por padrão, ao ativar um plano de hospedagem, já se tem um usuário de FTP padrão (principal). Porém, caso você necessite de criar usuário adicionais, faça o login no painel de controle da sua hospedagem e siga os procedimentos abaixo:
    1. Vá em Arquivos e clique na opção Contas FTP.
    2. Agora, digite o nome desejado em Login, logo após digite uma senha e confirme a senha.
    3. Observe que ao criar usuários adicionais, é criada uma pasta com o nome do usuário criado, dessa forma ao fazer a conexão, esse novo usuário terá acesso apenas a sua pasta, porém caso você queira dar acesso a pasta raiz, basta remover o nome do usuário no campo Diretório, deixando apenas "/public_html/"
Observações: Veja que é acrescentado o @seudominio.com.br para os usuários FTP adicionais, isso não siginifica que é um e-mail. Supomos que acabamos de criar um usuário FTP de nome filial, o login passa a ser filial@seudominio.com.br e a senha que você escolheu.


1. Acesse o seu painel de controle em http://www.seudominio.com.br/cpanel
2. Vá na área Correio e clique em Contas de E-mail
3. Selecione a conta de e-mail que deseja alterar a senha e clique em Alterar Senha
4. Digite a nova senha, repita a nova senha e clique no botão Alterar Senha

Observação: Senhas como 1234 não são permitidas. Utilize senha seguras com no mínimo 6 caracteres alternando entre letras e número para sua segurança.


* Criar um novo arquivo de dados. PST em seu Outlook local, visto que o. PST primário é sincronizado com o Exchange On-line. 

Passos para criação de um novo pst:

1- No Outlook Local, em Configurações de contas, clicar na guia Data Files (Arquivos de dados).

2- Em Data Files clicar em Add (Adicionar).

3- Na tela que surgir, deixar selecionado Outlook Data File (.pst) e clicar em Ok.

4- Dê um nome ao novo arquivo e clique Ok.

5- Na tela configurações de conta clique em Concluir.

6- Voltando a Tela do Outlook Local, clique com o botão direito sobre o novo arquivo criado e clique em Nova Pasta. 

7- Dê um nome a nova pasta e clique Ok.

8- Selecione todo o conteúdo que quiser tirar de sua pasta de entrada Exchange e arraste para a nova pasta criada.


1 - Acesse o Microsoft Outlook, vá em Ferramentas, depois em "Configuração de conta"; 

2 - No item E-mail, clique em "Novo";

3 - No item "Adicionar Nova Conta de E-mail", selecione a opção "Definir manualmente as configurações do servidor ou tipos de servidor adicionais" e clique em "Avançar";

4. Escolha a opção E-mail da Internet, e clique em "Avançar"; 

5. Preencha as informações conforme segue: 

Nome: insira o seu nome completo. 
Endereço de e-mail: insira seu endereço de e-mail
Tipo de Conta: IMAP. 
Servidor de entrada de e-mails: insira o correio.seudominio.com.br
Servidor de saída de emails (SMTP): insira smtp.seudominio.com.br
Nome de usuário: digite seu endereço de e-mail
Senha: insira a senha que você criou. 

OBS: substitua seudominio.com.br dos itens acima pelo domínio que você possui.

6 - Clique no botão "Mais Configurações"

7 - Em "Servidor de saída", marque "Meu servidor de saída (SMTP) requer autenticação", depois "Usar mesmas configurações do servidor de e-mail de entrada";

8 - Clique na aba “Avançado” e informe a porta 587 no Servidor de Saída (SMTP), em seguida, clique em "OK.

9 - Clique em "Avançar", depois em "Concluir";

10 - Vá novamente até o menu "Ferramentas" e selecione "Pastas IMAP"; 

11 - Clique em "Consulta"; 

12 - Você visualizará uma lista com as pastas que podem ser sincronizadas, selecione-as e clique em "Inscrever-se";

13 - Após selecionar as pastas clique em "OK".

Certifique-se de que a caixa postal que você deseja configurar encontra-se devidamente criada.


Quando não existe uma página index.html em um determinado diretório, porém você quer que o conteúdo (arquivos e diretórios) sejam mostrados, faça o seguinte:

1. Crie um arquivo com o nome .htaccess
2. Insira a seguinte linha no arquivo: Options +Indexes
3. Publique o arquivo no diretório desejado e pronto

Dica:
Se você usou alguma opção de listar arquivos e não quer que determinados arquivos apareçam, insira outra linha conforme descrito abaixo:
IndexIgnore *.gif *.jpg

Observe que neste exemplo, eu não quis que fossem listados arquivos do tipo .gif e .jpg, porém você pode customizar com as extensões de arquivos que preferir.


A RRtech não autoriza o uso de seus serviços de E-mail Profissional para envio de mensagens a uma grande quantidade de usuários que tenham por finalidade:

* Divulgação de promoções, serviços e entidades de qualquer natureza;
* Envio massivo de mensagens;
* Divulgação ou envio de correntes;
* Oferecimento ou disponibilização de listas de distribuição para qualquer finalidade.

Limites de envio de e-mails:

Webmail - Limite de 150 envios por hora (IPs com origem nacional) e 20 envios por hora (IPs com origem de outros países) pelo mesmo remetente. Toda e qualquer mensagem pode ser enviada para até 50 destinatários distintos, distribuídos ou não entre os campos ‘Para’, ‘Cópia’ e ‘Cópia oculta’. Mensagens com 51 destinatários ou mais não serão enviadas pelo serviço de e-mails. Essa regra vale, inclusive, para mensagens enviadas a grupos de endereços de e-mail que façam parte do próprio domínio.

Gerenciador Instalado no Computador – Através do SMTP Autenticado, usuários utilizando o serviço de e-mail da RRtech têm limite de 150 envios por hora (IPs com origem nacional) e 20 envios por hora (IPs com origem de outros países) pelo mesmo remetente.

Em eventuais casos, o computador pode ser infectado por algum tipo de vírus ou malware, que se utilizam de uma conta para disseminar mensagens pela Internet sem o conhecimento do usuário. Esse pode ser um dos causadores do bloqueio de contas de E-mail Profissional.

Também não são autorizadas as seguintes práticas:

* Uso do serviço de E-mail Profissional para envio de mensagens com cabeçalhos inválidos ou alterados de forma a dificultar ou impedir a identificação de origem, ou mensagens enviadas através de servidores de terceiros utilizando-se do serviço de Open Relay;

* Utilização dos serviços de E-mail Profissional para a coleta de endereços de e-mail com a finalidade direta ou indireta de envio de SPAM;

* Envio de mensagens com Return-to (endereço de resposta) diferente do endereço de autenticação. 


O envio de mensagens a partir do E-mail RRtech acontece através de equipamentos dedicados e controlados. Nossa infraestrutura é feita para minimizar ao máximo interrupções ou atrasos para os destinatários. No entanto, no momento em que estas mensagens deixam nossa infraestrutura e são entregues à infraestrutura dos provedores de destino, deixamos de ter controle sobre como será processada a entrega destas. 

Assim como nós, provedores de renome aplicam controles também rigorosos nos e-mails recebidos. Controles tais como mecanismos antivírus, politicas AntiSpam, mas também de fluxo e adequação da carga, tráfego de internet e volume de mensagens que podem ser processadas simultaneamente. 

A RRtech não tem controle sobre estes processos, tampouco pode garantir que o provedor de destino estará tratando com velocidade e de maneira adequada a entrega da mensagem. Neste cenário, eventualmente, uma mensagem pode levar mais tempo para ser entregue do que outra.

Assim, as razões mais comuns para o atraso de entrega de mensagens para diferentes endereços de e-mail dizem respeito ao processamento da mensagem no servidor de destino.


As pastas no Webmail permitem a personalização organizacional de mensagens.

Com elas, você pode mover e-mails livremente da "Caixa de Entrada" para as pastas que você criou.

Você pode criar quantas pastas quiser no primeiro nível da caixa postal (mesmo nível onde se encontra o INBOX ou Caixa de Entrada) desde que o nome da pasta não tenha mais que 32 caracteres.

A criação das pastas e subpastas pode ser feita através do webmail e também através de software de e-mail de sua preferência.

Podem ser utilizados números, letras, hífen ( - ) e underline ( _ ) no nome de uma pasta.

Atualmente o webmail permite que sejam criadas subpastas nas pastas pessoais e também nas pastas de sistema. Neste caso, o nome da pasta-pai somado com o separador interno e com o nome da pasta-filha não pode ter mais que 32 caracteres.

Exemplo:

> Clientes (é a pasta-pai)

      > Pessoa-Fisica (é subpasta)

           > Cadastros (é subpasta)

           > Antigos

No exemplo acima:

- a estrutura do nome com separador totaliza 32 caracteres ( Clientes > Pessoa-Fisica > Cadastros ), então não é possível criar uma subpasta dentro de Cadastros

Para criar uma pasta, siga os seguintes passos:
- Acesse sua conta no webmail em http://webmail.SEUDOMINIO/ (substitua "SEUDOMINIO" pelo domínio que você possui hospedado na RRtech.

Coloque seu e-mail e senha.

- Na coluna da esquerda, no final da lista de pastas, clique em “ + Criar pastas”

- Na caixa que se abre, digite o nome da pasta a ser criada no campo “Escreva o nome da nova pasta:” 

- Clique no botão “Criar pasta”

O webmail exibe alerta de sucesso quando consegue criar a pasta e alertas de erro quando não for possível realizar essa tarefa.

Quando a pasta for criada através do software de e-mail, o alerta de sucesso na criação da pasta pode ser exibido ou não, a depender das configurações do aplicativo.  

As pastas pessoais são sempre exibidas em ordem alfabética, mas a pasta recém-criada será exibida imediatamente no final desta listagem. Caso a pasta criada não seja exibida na estrutura logo após a criação, recarregue a página.

Após recarregar a página ou acessar novamente a conta de e-mail as pastas estarão automaticamente reordenadas. 

Caso queira criar uma subpasta no Webmail:
- Acesse sua conta no webmail em http://webmail.SEUDOMINIO/ (substitua "SEUDOMINIO" pelo domínio que você possui hospedado na RRtech.

Coloque seu e-mail e senha.

- Na coluna da esquerda, no final da lista de pastas, clique em “ + Criar pastas”

- Na caixa que se abre, digite o nome da subpasta a ser criada no campo “Escreva o nome da nova pasta:”

- Na estrutura de pastas exibida logo abaixo do título “Criar pasta em:” selecione na estrutura de pastas a pasta que deverá conter a pasta que está sendo criada.

- Clique no botão “Criar pasta”

O webmail exibe alerta de sucesso quando consegue criar a subpasta e alertas de erro quando não for possível realizar essa tarefa.

Quando a subpasta for criada através do software de e-mail, o alerta de sucesso na criação da subpasta pode ser exibido ou não, a depender das configurações do aplicativo.  

As subpastas pessoais são sempre exibidas em ordem alfabética, mas a subpasta recém-criada será exibida imediatamente no final desta listagem. Caso a subpasta não seja exibida na estrutura logo após a criação, recarregue a página.

Após recarregar a página ou acessar novamente a conta de e-mail todas e pastas e subpastas estarão automaticamente reordenadas.


A criação de pastas e subpastas nos software de e-mail segue as mesmas regras de criação de pastas e subpastas no webmail.
Se o software de e-mail está retornando mensagem de erro na tentativa de criação de pastas ou subpastas ou se as pastas e subpastas não aparecem na listagem logo após a criação, verifique se as regras de tamanho do nome e tipos de caracteres utilizados obedecem as regras do webmail conforme acima.


Ao se configurar um filtro com endereço de e-mail inválido, incluindo “/” por exemplo, ocorre um erro na regra de recebimento de e-mails o que pode ocasionar o não recebimento das mensagens.

Para verificar seus filtros e remover a configuração incorreta, siga os procedimentos abaixo:

- Acesse o seu WebMail (http://webmail.seudominio);

- Faça o login;

- Na área acima à direita, clique no item "Configurações";

- No menu que abrirá a esquerda, clique em "Filtros";

- Verifique na lista de filtros se há algum caractere inválido, como por exemplo "/";

- Você poderá observar uma quantidade grande de filtros, mesmo não os tendo inserido. O que ocorre é que toda vez que um e-mail é classificado como spam, adicionalmente uma regra de filtro é criada automaticamente;

- Identifique o filtro que contém o caráter inválido e o remova, clicando no "x" ao lado do filtro;

- Clique em salvar e realize um novo teste.


Abaixo seguem algumas boas praticas para o uso de senhas:

1- Mude a senha frequentemente. 

2- Mantenha suas senhas em sigilo.

3- Não use o nome da própria conta como senha.

4- Não repita caracteres tipo 111 ou sequências tipo abc, qwert, ou 123 em qualquer parte de sua senha.

5- Não utilize recursos em seu computador como “entrar automaticamente em emails, chat, ou algum tipo de conta logo após fazer o boot”.

6- Não utilize o “lembrar de mim” ou “salvar senha” para entrar automaticamente em vários websites que oferecem esse recurso.

7- Não digite sua senha em computadores de terceiros - o objetivo é evitar que spywares (programa espião) ou keyloggers (capturadores de dígitos) possam capturar a sua senha.

8- Não acesse contas protegidas por senha em uma rede Wi-Fi desprotegida – ou em qualquer rede que não seja de confiança – ao menos o site deve possuir conexão segura https. 

9- Não entre com sua senha ou até mesmo seu nome de usuário em qualquer página web que você acesse através de um link de email. Esta prática é muito utilizada pelos phishing scams. Para sua segurança, digite a url diretamente no browser.

10- Uma senha segura possui dígitos, letras (maiúsculas e minúsculas), caracteres especiais e possui mais do que 8 caracteres no mínimo. Uma ideia é utilizar frases como senha, alterando algumas letras veja “@F@CULD@DEEM2011?, nesse exemplo você utilizou uma frase fácil de decorar para você, e utilizou algumas regras como, a primeira palavra escrita em minúsculo e as demais em maiúsculo, substituiu todo o “a” por “@”, e cuidou para que tivesse alguma informação numérica na suposta senha, nesse caso o ano de 2011.


Atualmente o Webmail da RRtech permite o envio de arquivos anexos que, somados, não ultrapassem 25MB.


Para imprimir uma mensagem recebida no seu webmail:

- Abra a mensagem para leitura

- Clique no botão “Opções” no topo da mensagem e na lista exibida, clique em “Imprimir”


O limite máximo de destinatários que pode ser incluído por mensagem (cabeçalho), somando todos os campos disponíveis (CC, CCo, BCC...) é de 50 endereços via Webmail e SMTP. 
Se você necessita enviar mensagens para um grande número de destinatários, sugerimos o uso do nosso serviço de E-mail Marketing.


São sistemas que estão hospedados em determinados servidores com gigantescos bancos de dados, historicamente abastecidos, disponíveis para uso público através de integração com servidores de e-mail ou software Anti-spam.

Nestas listas estão contidos os endereços IP dos servidores que fazem spam. Enquanto um software anti-spam analisa cada mensagem para saber se está bloqueada, uma lista anti-spam bloqueia o servidor de envio, nega todas as mensagens originadas deste e utiliza cada uma para enriquecer sua base de conhecimento.

Se enviamos uma mensagem para um domínio na China e, porventura, somos bloqueados em uma lista que também é utilizada por outros domínios ao redor do mundo, estaremos bloqueados para todos eles.

Uma vez bloqueado, é preciso acessar o site mantenedor da lista anti-spam e solicitar a liberação do IP informando o motivo pelo qual isto ocorreu. Normalmente, o desbloqueio ocorre dentro de 3 horas. Alguns aumentam o tempo e até negam, de acordo com o número de vezes que o desbloqueio foi solicitado.


São aplicativos instalados geralmente em servidores, mas também em programas de leitura de e-mail, com a intenção de interceptar mensagens não requisitadas pelo destinatário.

Cada aplicativo possui seu próprio banco de dados de remetentes e termos proibidos que podem ser editados pelo administrador. Para estes, é atribuído um peso onde a somatória não pode ser maior que um fator predefinido.

Além deste banco de dados, os aplicativos anti-spam mais utilizados no mercado possuem recurso de auto aprendizagem, onde os algoritmos de validação de mensagens apresentam resultados diferentes com o passar do tempo. Isto significa que se é enviada uma mensagem que não é considerada spam pelo aplicativo, e mesmo assim o destinatário move esta mensagem para uma pasta “Lixo Eletrônico”, novas regras são adicionadas ao aplicativo. 

Isto não significa que novas mensagens deste remetente ou com o mesmo assunto serão recusadas, mas sim, as combinações de e-mail do remetente, IP do remetente, palavras-chave na mensagem ou assunto, formatação da mensagem, cabeçalho e outras inúmeras variáveis são analisadas em conjunto.


Basicamente, um SPAM é um e-mail não solicitado. Portanto, se encontrar um e-mail de "estranhos" em sua caixa de entrada, trata-se de um e-mail suspeito. Verifique o remetente, o assunto, o formato. Ative sua memória, relembrando os cadastros em sites de compras, formulários preenchidos ou amigos antigos.

Em caso de dúvidas, verifique também o site da instituição que enviou o e-mail, procurando por notas alertando sobre golpes utilizando o nome da instituição. Não abra ou execute arquivos anexados sem antes verificar com um antivírus. Não clique em URLs inseridas em e-mails.


É o conjunto de diretrizes adotadas para combater o Spam. No contexto de uma empresa, refere-se às diretrizes Anti-Spam definidas para a rede corporativa. Para os ISPs, refere-se às diretrizes Anti-Spam para os usuários dos serviços prestados pelo ISP.


Desde 2003, o CERT.br disponibiliza as estatísticas sobre notificações de Spam, envolvendo a Internet.br, no site: http://www.cert.br/stats/spam/


Spam Zombies são computadores infectados por códigos maliciosos capazes de transformá-los em servidores de e-mails para envio de spam. 

É utilizado o termo "zombie" porque a máquina passa a obedecer aos comandos dos spammers (pessoas que praticam o SPAM).

Em muitos casos o usuário do computador infectado demora a perceber tal comportamento anômalo, exceto por lentidão na máquina ou na conexão com a rede.

Além de propagar-se por e-mail, a maior parte dos códigos maliciosos tem disseminado automaticamente pela rede. Esses programas maliciosos, em geral worms ou bots, buscam por máquinas com programas que possuem alguma vulnerabilidade e as comprometem. 

Dicas para proteção
Utilize softwares de proteção (antivírus, antispam, anti-spyware e firewall pessoal) nos computadores de uso doméstico e corporativo.
 
Mantenha atualizadas as versões dos softwares de proteção.
 
Mantenha atualizadas as assinaturas do antivírus e do anti-spyware.
 
Não clique em URLs (links) incluídas em e-mails, principalmente, se forem e-mails suspeitos de spam ou de origem desconhecida.
 
Não execute arquivos anexados aos e-mails sem examiná-los previamente com um antivírus.
 
Esteja atento à navegação em sites na Internet, e evite clicar em links que aparecem em janelas do tipo pop-up.
 
Caso note comportamento anômalo em seu computador (reinicializações sem motivo aparente, lentidão e erros diversos, por exemplo), faça um rastreamento com o antivírus e, se o problema persistir, reinstale totalmente o sistema operacional e os aplicativos. 
Em casos de contaminação por vírus ou outro código malicioso, reinstale totalmente o sistema operacional e os aplicativos, evitando restaurar backups antigos.


IMAP

Esse tipo de configuração é recomendado para quem precisa acessar os e-mails em mais de um local, e precisa que os mesmo estejam sempre com o mesmo status. Para utilizar o seus e-mails via IMAP é necessário a utilização de um programa de e-mails.

O protocolo IMAP é um protocolo online no qual o software de e-mails conecta-se ao servidor, realiza o sincronismo das mensagens e, após esse processo, mantém a conexão para que alterações e mensagens novas sejam atualizadas quase que em tempo real.
Esse protocolo tem acesso a todas as pastas de sua conta e deixa o status das mensagens igual tanto no servidor como no software.

Por que fazer uma conexão IMAP? Porque quero acessar minhas mensagens de qualquer lugar.

POP

Esse tipo de configuração é recomendado para quem precisa acessar os e-mails em apenas um local, ou possuem redes com largura de banda baixa. Para utilizar o seus e-mails via POP (ou POP3) é necessário a utilização de um programa de e-mails.

O protocolo POP3 é um protocolo offline no qual o software de e-mails conecta-se ao servidor, realiza o download das mensagens e, após esse processo, finaliza a conexão. Esse protocolo tem acesso apenas à caixa de entrada, não sendo possível baixar ou visualizar nenhuma outra pasta de sua conta. 
Por padrão o acesso via POP baixa as mensagens sem deixar uma cópia no servidor, a menos que seja marcada a opção de manter cópia no servidor no momento da configuração.
Se houver a necessidade de excluir uma conta configurada como POP em seu programa de e-mail todas as mensagens baixadas da caixa de entrada serão perdidas, sem chance de recuperá-las.

Por que fazer uma conexão POP3? Porque vou acessar minhas mensagens apenas a partir desta conexão e não me importo se não conseguir acessá-las por outros meios.


O E-mail Profissional conta com sistema Antispam que bloqueia o envio de e-mails suspeitos de spam ou vírus. Essa regra é necessária para proteger tanto os clientes do E-mail Profissional quanto usuários de outros provedores.

Recebeu os erros:

“5.7.1 Message rejected as spam by contentet filtering” ou “5.7.1. Message rejected as vírus by contente filtering”

Isso significa que o seu e-mail foi considerado suspeito e é recomendado que verifique as informações abaixo: 

1. Confira se algum anexo contém a extensão .exe. Se sim, exclua o anexo, pois o sistema considera que o programa pode ser vírus.

2. Analise todos os links, imagens, arquivos anexados e conteúdo em geral para se certificar que todos são considerados seguros. No caso, que não possuem vírus. 

3. Certifique se há algum link encurtado no conteúdo. Os links encurtados são considerados suspeitos mesmo que sejam para um site seguro. 

Dica: caso precise mandar um link encurtado, utilize o encurtador Google URL shortening (goo.gl,) pois o sistema consegue verificar toda a extensão por trás do encurtamento. 

4. Evite links de sites de compartilhamentos de arquivos (Imgur, Rapidshare, Mega, 4shared, por exemplo). 

5. Caso seja usada uma imagem na assinatura do e-mail, verifique a procedência do serviço que faz hospedagem dessa imagem, principalmente se estiver em um serviço terceiro. Caso sua imagem esteja hospedada em um serviço de reputação ruim aumentam as chances de seu e-mail ser bloqueada pelo Antispam.

6. Confira a quantidade de endereços de contas que pretende enviar o e-mail. Evite fazer envio de mail marketing (envio um e-mail para muitos endereços) usando sua(s) conta(s) de e-mail empresarial / corporativa. Caso seja feita não seguindo as boas práticas, muitos usuários podem reportar suas mensagens como spam, seu domínio poderá ficar comprometido e o número de bloqueios de seus e-mails pelas ferramentas de Antispam irá aumentar. O seu domínio será visto pelos sistemas como um "mau enviador de mensagens".

7. Verifique, em caso de envio de e-mail em massa (e-mail marketing) se todos os seus destinatários são válidos, conhecidos e aptos a receber e-mails. Envio para destinatários de contas inválidos pode colocar a reputação do seu domínio como spammer, ou seja, um usuário que envia e-mails publicitários em massa ou com vírus.

Dica: Caso queira enviar e-mails publicitários, verifique em E-mail Marketing

8. Caso use links relacionados a uma instalação da Wordpress no e-mail verifique:

   - Os plugins / widgets instalados no site são todos confiáveis e de seu conhecimento?
   - A senha do FTP / SSH / SFTP / MySQL ou acesso ao painel de administração do site são seguras?
   - Os arquivos de instalação do site são todos se seu conhecimento? Não há arquivos suspeitos ou desconhecidos?


Gerenciadores de e-mails (Outlook, Thunderbird e outros) podem apresentar tela de erro ao tentar enviar um e-mail. Abaixo, segue a lista de notificações que podem ocorrer:

2.0.0 - Success
Indica que o e-mail foi entregue. Contudo, você recebeu essa notificação por ter habilitado a opção de receber confirmação de entrega pelo Outlook ou webmail. 

4.0.0 - Undefined status
Indica que a caixa postal atingiu o limite de envio. Se a mensagem de erro informar algo sobre reputação de IP pode ser bloqueio no destinatário. Nesse caso, veja o status 4.4.2.

4.4.1 - No answer from host
O servidor de destino não está respondendo da maneira esperada. Por isso, o erro a informação de que não houve resposta do hospedeiro. 

4.4.2 - Bad connection
Pode ocorrer devido a falha de recebimento por parte do destinatário ou algum bloqueio no destino.

4.3.2 - System not accepting network messages
Pode ocorrer devido a falha de recebimento por parte do destinatário ou algum bloqueio no destino. 

4.4.7 - Delivery time expired
Falha de comunicação com o servidor do destinatário. O servidor de envio tentou retransmitir ou entregar o e-mail. mas ação não foi concluída antes de ocorrer a expiração da mensagem. Essa dificuldade deixa de ocorrer no modo automático e depende do destinatário. 

4.7.1 - Delivery not authorized
Ocorre devido a falha de recebimento por parte do destinatário ou algum bloqueio no destino.

5.0.0 - Undefined status
Nesse caso o erro é o mesmo citado no status 4.0.0

5.1.0 - Address rejected 
A caixa postal do destinatário não existe no domínio destino. O endereço foi digitado errado. 

5.1.1 - Bad destination mailvox addess ou User unknown rejecting
A caixa postal do destinatário não existe no domínio de destino. Se o domínio de destino estiver no seu plano/hospedagem e os MX's apontam para fora, pode ocorrer erro de entrega local. 

5.1.2 - Bad destination system: no such domain
O domínio do destinatário foi digitado de modo incorreto ou o domínio não existe. 

5.1.3 - Bad recipient address syntax
O endereço de e-mail do destinatário possui algum caractere incorreto. Duas aspas abrindo e fechando o endereço ou está entre parênteses em sua lista de contatos.

5.2.2 - Mail quota exceeded/Mailbox full
A caixa postal do destinatário está cheia. 

5.3.0 - Mail server permanently rejected message
A mensagem foi rejeitada permanentemente pelo destinatário. Pode ocorrer devido a falha de recebimento por parte do destinatário ou algum bloqueio no destino. 

5.3.2 - System not accepting network messages
O servidor destinatário não está recebendo e-mails. Isso ocorre devido a falha no destinatário ou algum bloqueio no destino.

5.3.4 - Too long header
Ocorre quando é realizada a troca e-mails entre clientes utilizando um único e-mail. Com isso, o cabeçalho do e-mail fica muito longo e extenso e ao chegar ao limite determinado pelo servidor é exibida a mensagem de erro. 

5.4.4 - [internal] Domain Lookup Failed
O servidor do destino falhou ao tentar resolver o nome do domínio remetente ou algum outro nome. Verificar com o destinatário. 

5.4.6 - Routing loop detected
Ocorre quando há um endereço em cópia e esta, por sua vez, está redirecionando de volta para ela, gerando looping. 

5.4.6 Loops back to myself
Ocorre devido ao looping (mesma situação do erro acima) com outra possibilidade: o domínio foi adicionado há menos de 1 hora na hospedagem, sendo necessário aguardar para normalizar o recebimento (considere também o prazo de propagação).

5.7.1 - Sorry, that domain isn't in my list of allowed rcpthosts ou We do not relay
Seu programa de e-mails não está com a opção "Meu servidor requer autenticação" habilitado. 

5.7.1 - We do not relay account limits apply
O domínio ou caixa postal pode ter superado o limite de envio de e-mails. 

5.7.1 - Sorry, your envelope sender is in my bad mail from list
Ocorre devido alguma restrição no envio.

5.7.7 - Invalid HELO Format
O servidor do destinatário não reconhece o formato utilizado no helo dos e-mails do remetente. O destinatário precisará consultar o administrador do seu servidor para efetuar a análise e ver se o problema é no destino ou com o remetente. 

5.7.17 Sorry, no mailbox here by that name 
O endereço de e-mail do destinatário está incorreto ou o e-mail não existe no destino. 


Se você está com dificuldade para receber mensagens, siga as dicas abaixo a fim de identificar uma solução:

Dica 1: Verifique sua conexão com a internet;

Dica 2: Tente enviar um e-mail teste para você mesmo, de preferência sem anexos;

Dica 3: Certifique-se de que as mensagens e anexos não ultrapassam o limite de 30MB. Quando isso acontece, a mensagem é descartada;

Dica 4: Confira se a mensagem foi entregue na pasta Quarentena;

Dica 5: Veja se:

a. Há filtro cadastrado para o remetente ou mensagem:

No webmail, acessar Configurações -> Filtros

b. Há redirecionamento configurado:

No webmail, acessar Configurações -> Redirecionamento/Autorresposta

No painel de e-mail, identificar o domínio e selecionar Ações -> Administrar -> Configurar redirecionamento.

Dica 6: Confira se a sua caixa postal recebe mensagens de outros remetentes e de outros domínios.

Se o problema persistir, entre em contato conosco.


Se você está com dificuldade para enviar mensagens, siga as dicas abaixo a fim de identificar uma solução:

Dica 1: Verifique sua conexão com a internet;

Dica 2: Tente enviar um e-mail teste para você mesmo, de preferência sem anexos;

Dica 3: Confira se a mensagem que deseja enviar encontra-se na caixa “Enviados”;

Dica 4: Cheque se a mensagens e anexo (s) não ultrapassam o limite de 30MB. Quando isso acontece, a mensagem não é enviada;

Dica 5: Não se esqueça de preencher os campos “Para” e “Assunto”;

Dica 6: Atente-se para o limite de 100 destinatários por e-mail;

Dica 7: Certifique-se junto ao destinatário se o mesmo configurou algum tipo de regra/bloqueio que possa impedir o recebimento do seu e-mail;

Dica 8: Caso você se depare com o Erro 550 5.7.1, o conteúdo do seu e-mail foi rejeitado como vírus/spam. Nesse caso, remova o conteúdo inadequado e tente enviar o e-mail novamente.

Se o problema persistir, entre em contato com o nosso atendimento por meio dos telefones 4003 9011 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 88 19011 (demais localidades).

Domínios


A Câmara de Registro de Marcas (Trademark Clearinghouse) é uma entidade que possui cadastros de marcas comerciais registradas do mundo todo. Se você registrar um domínio que coincide no todo, ou em parte, com uma marca cadastrada na câmara você receberá uma mensagem por e-mail solicitando a concordânia, ou não concordância, com o aviso de marca registrada.
 
Clicando no link do e-mail você será direcionado para uma página que contém um aviso de que o domínio coincide com uma marca registrada. Veja a versão em PORTUGUÊS da página.
 
Você deve ler atentamente os termos apresentados e se estiver de acordo clicar no botão que indica concordância com os termos (o botão azul onde está escrito "I agree to the terms"). Feito isso o seu domínio será registrado.
 
Caso você não concorde com os termos clique no botão de cancelar (botão cinza onde está escrito "Cancel"). O registro do seu domínio será cancelado e você deve entrar em contato com nossa central de atendimento para solicitar o registro de um novo domínio ou o reembolso do valor pago. Nossos telefones de contato são: 4003 9011 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 881 9011 (demais localidades).


Quando você registra um domínio por 1 ano, que é o período mínimo possível, ele irá expirar após esse prazo caso você não o renove.

Por exemplo, se você registrou um domínio em 10/02/2014, sua data de expiração será 10/02/2015. Se você não renová-lo, ele irá expirar nessa data. 

Domínios nacionais ainda podem ser renovados em até 90 dias após a data de expiração. Depois disso, eles passam do status de “expirados” para “cancelados”. Quando o domínio é cancelado, o cliente não consegue recuperá-lo. 

Domínios internacionais ainda podem ser renovados em até 42 dias após a data de expiração. Depois disso, eles passam do status de “expirados” para “cancelados” e entram em RGP. Para recuperá-lo em RGP, o cliente tem até 20 dias e deve pagar uma taxa (R$ 350,00).


As entidades que registram domínios nacionais e internacionais possuem designações diferentes de status que podem também sofrer alteração em função do tipo de domínio em questão.

Listamos abaixo alguns dos status mais comuns para domínios nacionais:

Status de domínios com terminação BR:

Ativo: o ticket adquire esse status quando o domínio não possui pendência junto ao provedor. 
Inativo: domínio cadastrado mas não possui, pelo menos, 2 servidores DNS registrados ou ainda não foi apresentada a documentação necessária para publicá-lo.
Publicado: o domínio se encontra em total normalidade junto ao agente de Registro. 
Aguardando publicação: programado para ser publicado no próximo horário de publicação de DNS. 
Congelado: domínio congelado (normalmente por pendência de pagamento). 
Aguardando congelamento: programado para ser congelado no próximo horário de publicação de DNS. 
Congelado por ordem judicial: Significa que o domÍnio foi congelado por ordem judicial. 

Outras situações de Domínios:

Processo de liberação: significa que o domínio foi cancelado e está em processo para seu uso ser liberado. Vide ( http://registro.br/info/proclib.html
Reservado pelo CG: o Comitê Gestor pode reservar nomes de acordo com o critério constante na regulamentação vigente. 
OBS: Estes status são do Registro.br.


Domínio é um nome que serve para localizar e identificar você ou sua empresa na Internet.

O domínio é a base de toda a sua identificação profissional na Internet. É o “nome” do seu site e dos seus e-mails. Ele é composto por um nome e uma extensão, exemplo:
nomedaempresa.com.br

Nome: nomedaempresa
Extensão: .com.br

Estes nomes são normalmente chamados de "domínios" (por exemplo: uolhost.com.br é o nosso domínio).

O nome de domínio foi criado com o objetivo de facilitar a memorização dos endereços de computadores na Internet. Sem ele, teríamos que memorizar uma sequência grande de números.

Cada computador ligado à Internet necessita de um endereço para ser localizado pela linguagem da rede chamada de IP ou Internet Protocol.

Os endereços IP são compostos por uma sequência de números, como por exemplo: 185.713.706.14.

Para consultar um site o seu navegador (browser) necessita do endereço IP onde o site está alojado.

Como endereços de IP não são fáceis de memorizar a atribuição de nomes facilitam a memorização e localização não só de sites, mas de qualquer coisa que se deseje encontrar na rede (internet).

A divulgação de domínios na internet fica a cargo das entidades registradoras que, se utilizam do protocolo hierárquico DNS para publicar as informações.

Para registrar um domínio, é necessário ser uma entidade legalmente representada ou estabelecida no Brasil como pessoa jurídica (Instituições que possuam CNPJ) ou pessoa física (CPF) que possua um contato em território nacional.


Após registrar um novo domínio ou realizar a alteração dos servidores DNS, existe um prazo para que esse domínio seja publicado e esteja no ar. 

O processo de publicação é feito pelos órgãos responsáveis pelo registro de domínios. Estes órgãos atualizam seus servidores publicando uma “lista” de novos registros de domínios e alterações de servidores DNS, para domínios já registrados. Esse processo é seguido da propagação, durante a qual as bases de dados dos servidores DNS dos provedores de acesso são atualizadas. 

Após esse processo, os domínios passam a apontar para o endereço IP do servidor onde estão as informações do site. Por exemplo, você transferiu o seu site de outro provedor para o UOL HOST, alterou os servidores DNS para os do UOL HOST e a publicação ocorreu normalmente. 

Normalmente, a publicação não ultrapassa 72 horas, mas podem ocorrer situações, principalmente no caso de domínios internacionais, em que este prazo é extrapolado. Isso depende exclusivamente da política do órgão que realiza os registros. Além disso, a propagação dessas informações para os servidores DNS dos provedores de acesso pode levar algum tempo. 

O que pode acontecer: 

Você tenta acessar o seu domínio e ainda aparece o site que estava no antigo provedor, mas o domínio no registro está com status publicado. Isso ocorre justamente por causa do tempo necessário para a propagação (atualização) dos servidores DNS do seu provedor de acesso. 

Publicações de domínios nacionais (.br): 

O Registro.br realiza publicações a cada 30 minutos. Somente alterações de DNS e novos registros de domínios efetuados até 10 minutos antes destes horários são publicados. Após a publicação, as propagações dos DNS na internet podem levar até 24 horas.

Se o período normal de propagação/publicação de seu domínio já tiver passado, mas mesmo assim você não consiga visualizar o seu site, a demora pode estar relacionada ao cache de DNS da conexão por você utilizada.


Para transferir seu domínio .br para outro órgão registrador, é necessário seguir alguns passos:

- Através do Registro.br efetue o cadastro da senha do ID;

- Com o ID e senha, autentique no site do registro.br e altere o provedor de serviços, este procedimento está descrito com detalhes na área de ajuda do próprio Registro.br.


O WHOIS (cuja tradução literal para o português é: Quem é) é um protocolo voltado para consulta de informações sobre domínios.

Diversas informações podem ser checadas através do WHOIS:
Empresa que administra o registro do domínio;
Dados do proprietário do domínio;
DNS para o qual o domínio está direcionado;

Regulamentações do WHOIS:

Domínios Nacionais:
Devido ao caráter declaratório do registro de nome de domínios e para a segurança do funcionamento da Internet, adotou-se o sistema de registro público de informações.

Ao se pesquisar no WHOIS por um nome de domínio registrado sob um CNPJ, os dados apresentados serão a Razão Social, CNPJ, Nome, Endereço postal e Telefone.

Caso a pesquisa no WHOIS seja feita por um nome de domínio registrado sob um CPF, os dados apresentados serão o Nome e CPF.

Nos casos de domínios classificados como genéricos, a supressão dos dados de contato físico não se aplica. Sendo assim, para o registro de domínios .com.br por pessoas físicas, também serão apresentados o Endereço postal e o telefone.

Se a pesquisa for realizada informando-se um ID, o único dado apresentado será o nome.

Domínios Internacionais:
O UOL HOST tem políticas sérias sobre o uso legítimo de domínios e segue as orientações de publicação de WHOIS da ICANN, apresentando dados legítimos do responsável pelo domínio sempre que um registro é efetuado.

Mais informações sobre as politicas de WHOIS encontram-se disponíveis no site da ICANN:


O titular (ou registrante) de um domínio é seu proprietário e ele é identificado pelos dados que estão cadastrados no WHOIS do domínio; você pode confirmar quem ele é pelo painel ou fazendo uma busca pelo domínio diretamente no registro.br. O nome e documento apresentados nos campos "titular" e "documento" indicam o proprietário atual. 

Trocar a titularidade de um domínio .br significa trocar o CPF/CNPJ e o nome do titular, o que faz com que o domínio passe a ser de outra pessoa/empresa. Para fazer isso você deve seguir o procedimento estabelecido pelo Registro.br. A RRtech não realiza a troca de titularidade de domínios .br, o procedimento é todo feito através do Registro.br. 

Depois que você realizar a troca da titularidade, seguindo o procedimento do Registro.br, o domínio ainda estará associado ao seu usuário na RRtech. Para que o novo titular possa assumir o controle do domínio para administra-lo há 2 opções:

1 - O novo titular pode transferir a administração do domínio para outro provedor de serviços; uma vez que isso seja feito o domínio será automaticamente removido do seu usuário.

2 - Você, o antigo titular, pode solicitar a migração do seu domínio para outro usuário na RRtech. Esta solicitação deve ser feita pela pessoa responsável pelo usuário da RRtech ao qual o domínio está associado.


Algumas categorias possuem restrições adicionais por serem direcionadas a empresas de setores específicos, sendo necessária comprovação por meio de envio de documentos, ou ainda exigirem o uso de DNSSEC

O envio dos documentos ao Registro.br é feito via correio, após a contratação.


No link abaixo estão listadas todas as categorias de domínio .br oferecidas pelo Registro.br. As categorias são divididas em 3 tipos.


Os domínios de pessoa física e profissionais liberais só podem ser registrados por um titular com CPF. Os domínios de pessoa jurídica devem ser associados a um CNPJ. Já os domínios genéricos podem ser registrados por CPF ou CNPJ. 

Algumas categorias possuem ainda restrições adicionais por serem direcionadas a empresas de setores específicos, sendo necessária comprovação por meio de envio de documentos, ou ainda exigirem o uso de DNSSEC


Há dois cenários em que domínios passam por avaliação do Registro.br antes de serem registrados. São eles:

PROCESSO DE LIBERAÇÃO

Domínios que se encontram em processo de liberação ficam pendentes de registro durante o período determinado pelo Registro.br, que é o órgão responsável pelo registro de domínios no Brasil (.br).

Durante esse processo, normalmente é possível se candidatar ao registro do endereço online. Para isso, basta fazer a busca pelo nome desejado e efetuar o pagamento por ele. Dessa maneira, garante-se um ticket de interesse pelo domínio.

Há algumas regras para a escolha do candidato que ganhará a disputa. Ao final do período definido, o domínio é automaticamente registrado caso haja apenas um candidato. Quando existem duas pessoas ou mais interessadas no mesmo nome, o candidato que apresentar um diferencial ao Registro.br será priorizado para o registro. Entenda melhor no site do Registro.br.

Para saber se o domínio que você quer possui mais de uma solicitação de registro, faça uma consulta aqui. 
Importante lembrar que a lista somente apresentará tickets para domínios que possuam mais de um candidato.

Caso não existam candidatos, o domínio volta para a lista de domínios disponíveis.

Anualmente, acontecem três processos de liberação, com duração de 15 dias cada um. Caso tenha outras dúvidas, acesse o site do Registro.br e solicite atendimento.

CONCORRÊNCIA

Também existem casos em que domínios entram em concorrência. Isso pode acontecer se a documentação exigida tiver pendências na Receita Federal ou se os DNS autoritativos não forem informados. Assim como no processo de liberação, diversas pessoas/empresas podem apresentar interesse na compra de um mesmo domínio e criar "tickets" para a aquisição. Aqui, o tempo de espera é mais rápido: a preferência é de quem solicitou o registro primeiro e a expiração do ticket, caso as exigências para registro do domínio não sejam atendidas, é de 14 dias.


De acordo com as normas do Registro.BR, domínios nacionais podem ter no máximo 26 caracteres.
Domínios internacionais podem ter no máximo 63 caracteres.


O domínio .com é apropriado tanto para negócios como para uso pessoal, sendo o mais utilizado em todo o mundo. É uma boa opção para empresas e indivíduos que buscam ter uma presença na Internet, pois proporciona visibilidade global e credibilidade, além de possibilitar a criação de e-mail personalizado e/ou profissional (seunome@suaempresa.com). 

Acima de tudo, o domínio .com complementa seu domínio local para uma estratégia completa na Web, direcionando tráfego adicional para o seu site, e assegura sua marca ou o nome da sua empresa na Internet.

Se a sua intenção é realizar negócios com parceiros no exterior, o .com ajuda a projetá-lo internacionalmente.


Não existe limite para o número de domínios que você pode registrar. O registro de vários domínios pode ser útil em diversos aspectos. 

Registrar múltiplas extensões para um mesmo nome, como suaempresa.net e suaempresa.com, é uma forma, por exemplo, de assegurar a sua marca tornando-a indisponível para que outros registrem. É possível direcionar o acesso de vários domínios para um domínio principal.

Você também pode utilizar domínios com extensões diferentes, como parte da sua estratégia, para se comunicar com públicos de outros países e criar vários sites em idiomas locais.

Variações do seu nome de domínio podem ser registradas para garantir que seu site seja encontrado mesmo que o usuário cometa algum erro de digitação ou não saiba como escreve corretamente o nome do seu site.

Além disso, diferentes nomes de domínios podem ser registrados e associados a sites com promoções especiais, para uma campanha de publicidade em particular, para destacar um evento, para um lançamento de produto, ou seja, servem para promover algo mesmo que temporariamente.

É possível também registrar um domínio .com ou .net e utilizar somente o serviço de e-mail para ter um canal de comunicação mais profissional com o nome da sua empresa ou da sua marca, ao invés de usar e-mail genérico.


Você será avisado, por e-mail e por avisos no painel do cliente, que seus domínios irão expirar e que você precisa renová-los. Encaminharemos mensagens de aviso de expiração para seu e-mail de cadastro 10 e 5 dias antes de seu domínio expirar. No dia em que seu domínio expirar você também receberá por e-mail uma mensagem.

Como ligar a renovação automática do meu domínio? 

Caso não seja renovado seu domínio irá expirar e você terá mais alguns dias para renová-lo antes que ele seja congelado. Quando seu domínio é congelado ele para de funcionar assim como todos os serviços associados (hospedagem, loja virtual, e-mail, etc.) e você será avisado por e-mail. 

Durante este período você ainda pode renová-lo a qualquer momento. Ao final desta etapa, não ocorrendo a renovação, o domínio é cancelado, você será avisado por e-mail e não poderá mais renová-lo. Veja os prazos: 

Se o seu domínio é .br, ele continuará funcionado por 15 dias corridos a partir da data de expiração. Após esse período, ele ficará congelado por 75 dias, depois disso ele é cancelado e entrará no processo de liberação do Registro.br.
 
Se o seu domínio é .com, .net, .cc ou .tv, ele continuará funcionado por 15 dias corridos a partir da data de expiração. Após esse período, ele ficará congelado por 25 dias e então será cancelado. Uma vez cancelado você ainda terá mais 20 dias para fazer sua recuperação. Depois deste período ele finalmente será excluído definitivamente e será liberado novamente para ser registrado.

Se o seu domínio é de outra extensão (.site, .online, etc.), ele continuará funcionado por 3 dias corridos a partir da data de expiração. Após esse período, ele ficará congelado por 37 dias e então será cancelado. Uma vez cancelado você ainda terá mais 20 dias para fazer sua recuperação. Depois deste período ele finalmente será excluído definitivamente e será liberado novamente para ser registrado. 

Veja abaixo um exemplo, para cada tipo de extensão, das etapas do ciclo de vida de um domínio: 

Domínio Expiração Congelamento Cancelamento Exclusão definitiva
meudominio.com.br 01/01/2016 16/01/2016 31/03/2016 31/03/2016
meudominio.com 01/01/2016 16/01/2016 10/02/2016 01/03/2016
meudominio.online 01/01/2016 04/01/2016 10/02/2016 01/03/2016
 
Você pode renovar seu domínio a qualquer momento pelo painel. Caso tenha dúvidas para renovar domínios já registrados, veja como funciona o processo de renovação de domínios.


Este comportamento pode ocorrer devido ao cache de DNS da conexão por você utilizada.

Uma opção para resolver é cadastrar um DNS alternativo nas configurações de rede, apontando para o IP do resolver da RRtech. Para isso efetue os seguintes procedimentos:

1- Clique em iniciar/configurações/conexão de rede
2- Clique sobre sua conexão de rede com o botão direito do mouse e selecione propriedades
3- Na aba geral, selecione o protocolo “TCP/IP” e clique em propriedades
4- Marque a opção “Usar os seguintes servidores DNS alternativos” 
5- Cadastre os IP’s: 200.221.11.100 e 200.221.11.101
6- Clique em ok, reinicie seu computador e teste o acesso ao endereço novamente.

OBS: É necessário salientar que esta é uma alternativa de resolução para o acesso até que seu provedor de acesso promova a atualização nos Servidores de DNS.


Os servidores de DNS padrão da RRtech são: 

MASTER: ns1.servidorwebfacil.com.br
SLAVE1: ns2.servidorwebfacil.com.br
SLAVE2: ns3.servidorwebfacil.com.br


DNS ou Domain Name System, é um protocolo hierárquico que armazena e divulga a relação entre endereço IPs e domínios. 

Quando você solicita ao seu navegador, software de e-mail, software de FTP, ou qualquer outro aplicativo um determinado domínio, automaticamente ele faz uma requisição ao servidor DNS configurado, e encontra o respectivo endereço IP da máquina que fornece o serviço. Essa estrutura possibilita utilizar "nomes" ao invés de "IPs" que são muito mais amigáveis.